ADRIANA BARBOSA DO CARMO

PROJETO CANTANDO E ENCANTANDO COM LÊDA SANTOS
BIBLIOTECA PÚBLICA DE OLINDA PE




 Recitando


Cantando com Lêda Santos




Recitando na Sociedade dos Poetas Vivos de Olinda - 14/12/2013







-----------







Fliporto 2013 - Stand da Prefeitura de Olinda PE






Recitando na Fliporto 2013 - Stand da Prefeitura de Olinda PE



Recebendo o Certificado de Participação das mãos de Madalena Castro
Presidente da SPVO
Fliporto 2013 - Stand da Prefeitura de Olinda





PROJETO INFINITA PRIMAVERA
PRIMAVERA NOS MUSEUS

POESIA EM BANNER - MUSEU REGIONAL DE OLINDA PE













ADRIANA BARBOSA DO CARMO 
(Dri Carmo)

UM SOPRO
UMA LUZ
UMA FONTE DE ENERGIA
UM TOQUE SUAVE
TRANSMITINDO ALEGRIA!




LUAR



PRATEANDO A IMENSIDÃO DO MAR
FAZENDO-NOS NAVEGAR EM EMOÇÕES
RESGATANDO PENSAMENTOS GUARDADOS
AMARROTADOS
MAS QUE AGORA 
QUE NÃO É O PASSADO
PASSA TUDO QUE IMAGINAS
SOB A LUZ DIVINA:
LUAR.




GRAVATÁ

Gravatá...
Vens pra cá,
É só chegar!
BR é linha reta
232, sul
Verdes montanhas
Brilhante céu
Nuvens flocos
Sonhos de mel
Descanso certo
Calmaria
Grilos cantando, noite.
Pássaros te acordam, dia.
O friozinho te envolve
E a rede te convida
A ficar pensando ,sonhos
Realizando poesias
De sonhos, encantos
Deste canto que encanta
Gravatá em poesia.






AVENTURAS


Doces e eternas aventuras

Nas estradas entre mar,
Serras, montes e montanhas
Sorrisos,olhares, beleza sem par!
Monumentos, instituições
Sol brilhante entre nuvens
Parecendo outra dimensão
Trazida pela velocidade
Do tempo, vento,
Estrada sem fim
Vendo a linha do horizonte
Fim de tarde, sol se pondo
Invade-nos a emoção
De estarmos todos juntos
Amizade no coração!
Tão legal foi o momento
Que eternizo na lembrança
Tempo que não volta mais
Mas que fica o alento
Desejar voltar no tempo
Viajar no encantamento
De sentirmos o vento,
O tempo.
Viver o momento
Eterno momento
Dos caminhos desbravados.       







 Recitando na FUNASE


SÃO JOÃO

A fogueira tá queimando
O milho vai pipocar!
Quero ver quem vai chegando
Neste belo arraiá!
Tem bolo pé- de- moleque
Canjica, quentão também
Munguzá,  paçoca entrego
A quem  aqui dançar:
Meu bem!...
Bolo de milho e de fubá,
De mandioca...trás  pra cá!
O milho assado ou cozido
Tem um sabor bem esquisito!
E no ritmo desse arraiá
O São João vou festejar!

(Autoria de Adriana Barbosa do Carmo).






  EU SEI



Eu sei vou vencer

E sempre vencerei

Vitória... terei.

Forças...

Procuro em Deus!

E sei, ele dará.

Nunca há de falhar

E sempre que vier

Sensação de fraqueza

Em Deus como sempre

Sei que posso confiar!



(Autoria de Adriana Barbosa do Carmo)







   TEMPO DE AMOR



Acordo,  saio,

Ando, penso,

Olho,  vejo,

Danço,  movimento.

E nesse rebuliço fico,

 Querendo te ver com tempo

E dizer a este tempo
Que pare, por  favor
Pra que eu possa sentir
Mais tempo pra eu te ter
A intensidade do teu amor
Porque a velocidade das horas
Não esperam por ninguém
Tampouco espera o tempo
Um dia, terei alguém?
Alguém que fica no peito e fala baixinho assim:
Te amo,  esse é o preço
De te amar tanto assim!
(Autoria de Adriana Barbosa do Carmo)


  OLINDA, SIMPLES  ASSIM


Brisa, vento, ventania
Calor, sol, movimento
Praia, praça, céu e mar
Encantando essa gente
Não me canso de exaltar
Belezas desse lugar
Olinda, eterna criança...
Dá vontade de te embalar!

(Autoria de Adriana Barbosa o Carmo)



 EITA FESTA BOA!

Pula fogueira
Vai se queimar
Cuidado menino....
Com esse pra lá e pra cá.
Tem milho, canjica, cural
Bolo, quentão, fogos e balão
Mas, eu já disse, menino
Balão...”num” pode não!
Se “ocê” soltar balão
Dá aquela confusão:
Toca fogo lá na mata
Casa e outras coisas mais
Por isso muito cuidado
Pra isso não provocar
Solte então o pensamento
Pois o amor está no ar!
Santo Antônio dê um  noivo
A menina quer casar!
São João do carneirinho
Logo ,logo acordou
É hora do fumacê
E seus olhos vão arder
Mas, é bom demais da conta
Essas festas, vou dizer
Tem também o meu São Pedro
Com sua chave do céu
Não esqueço de ninguém
Nem duvido dessa fé
Que a alegria invade a todos
Que por aqui então chegar
Trazendo muita alegria
Vem dançar forró sem parar!
Eita, vem cá!
Pra esse belo arraiá!
Porque aqui só não vem
Quem o amor não tem pra dar!
Pow,pow,pow  rojão já vai
Pra imensidão do céu
E todos no remelecho
Balançando o esqueleto
Alegre-se, é festa no céu!
De todos santos queridos
Deste mês tão festejado
Mês de junho é animado!

(Autoria de Adriana Barbosa do Carmo)





Recitando na Sociedade dos Poetas Vivos de Olinda - SPVO

Projeto Artes & Serenata de Olinda


 1ª Tela Orquídeas


  
2º Tela Beija-Flor


3º Tela Pôr-do-sol


4º Tela Margaridas - Em construção







 MARGARIDAS Concluída


"PAISAGEM PERNAMBUCANA"
PARTICIPEI DO CONCURSO DE ARTE DA MARINHA COM ESTA.




EXPOSIÇÃO NO ATELIER HENRIQUE DIAS
OLHA O BEIJA FLOR E AS ORQUÍDEAS, EXPOSIÇÃO NO ATELIER
EXPOSIÇÃO DE TELAS À ÓLEO




DIVINÍSSIMA AMAPOLA
ESTA TELA, ESTOU CONCLUINDO




MINHA NOVA TELA: VITÓRIA RÉGIA.
INICIANDO O ANO 2014





Um comentário:

José Geraldo de Araujo Costa disse...

Bastante interessante vosso trabalho. Contudo, se possível, gostaria de contar com sua colaboração. Realizo um trabalho de diariamente exibir no meu face, obras de poetas naturais das cidades pernambucanas em ordem alfabética,na verdade esta é a segunda parte do meu projeto. O primeiro já concluir que foi divulgação de obras literárias de escritores nacionais.
Solicito se possível crônicas, poesias de autores nascidos nas cidades do nosso estado,para tornar possível meu projeto.
Sem mais, agradeço. JOSÉ GERALDO DE ARAÚJO COSTA. www.costaraujo1213@hotmail.com